Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

miura
No comando: Oração da Meia Noite

Das 00:00 às 01:00

madru
No comando: Madrugada com Deus

Das 01:00 às 05:00

isaue
No comando: A Ultima Chamada

Das 07:00 às 08:00

caet
No comando: Caminhando com Cristo

Das 08:00 às 10:00

valdecir
No comando: Programa Voz da Verdade

Das 10:00 às 12:00

eva
No comando: Mensagens que Edificam

Das 12:00 às 13:00

roberto
No comando: Conexão e Graça

Das 12:00 às 13:00

caminho
No comando: Caminho Santo (Edição de Domingo)

Das 13:00 às 14:00

miura
No comando: A Hora da Vitória

Das 13:00 às 14:00

chandely
No comando: Programa Gospel Hits

Das 14:00 às 15:00

tionni
No comando: Programa Viva Melhor

Das 14:00 às 15:00

cabral-2
No comando: Programa A Voz do Calvário

Das 15:00 às 16:00

caet
No comando: Caminhando com Cristo (Segunda Edição)

Das 16:00 às 18:00

tionni
No comando: Programa Viva Melhor (Edição de Domingo)

Das 18:00 às 19:00

caminho
No comando: Caminho Santo

Das 18:00 às 19:00

cabral-2
No comando: A Voz do Calvário (Segunda Edição)

Das 21:00 às 22:00

vidas
No comando: Programa Vidas com Proposito

Das 22:00 às 00:00

alex
No comando: Gospel Vale a Noite

Das 22:00 às 00:00

Angola não reconhece islã como religião e manda fechar mesquitas

Compartilhe:
mesquitas-fechadas

O governo de Angola determinou o fechamento de pelo menos 39 mesquitas na província da Lunda Norte. A medida atinge cerca de 10.000 muçulmanos que vivem na região.

“A maior parte foi encerrada em 2018 e este ano foram mais duas. Não podemos rezar nas mesquitas e estamos impedidos de fazer reuniões”, disse à agência Lusa o secretário da comunidade islâmica na Lunda Norte, António Muhalia.

Ele considera a situação “complicada”, e diz que só podem rezar individualmente em casa.

Este mês a polícia voltou a fechar mesquitas que já estavam interditadas, mas os fiéis estavam descumprindo a decisão e faziam reuniões nos templos.

A religião islâmica não é reconhecida pelas autoridades angolanas, mas a ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, anunciou em janeiro, que o governo “acompanha a evolução do islamismo no país”.

Deixe seu comentário: